Simulação e lean thinking como ferramentas para gestão de processos: uma avaliação de diferentes alternativas ao aumento da capacidade em uma empresa de cabos elétricos de alumínio

Tiago Augusto Amarante de Souza, Edra Resende de Carvalho, André Cristiano da Silva Melo, Denilson Ricardo de Lucena Nunes

Resumo


Neste trabalho, a cadeia produtiva de uma empresa manufatureira de condutores elétricos de alumínio é analisada com o propósito de selecionar a melhor estratégia de aumento de sua capacidade produtiva. A empresa apresenta grande complexidade e variabilidade em seus fluxos de produção e, para tratar esse problema, foi proposta uma metodologia de construção de uma modelo de simulação que representasse esse sistema. Nesse modelo, foram consideradas duas estratégias distintas para avaliar o aumento de capacidade produtiva, a partir da configuração de dois cenários: um considerando melhorias contínuas obtidas por meio do Lean Thinking ou Produção Enxuta; e outro considerando investimentos em aquisição de maquinário. Os resultados encontrados pelo estudo apontam que a melhor estratégia de aumento da capacidade produtiva foi obtida com a utilização da filosofia da produção enxuta em seus processos críticos, visto que os ganhos em capacidade foram maiores que os observados na outra estratégia e os custos de implantação menores.

Palavras-chave: Gestão de processos. Produção Enxuta. Modelagem e Simulação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v9i4.1133

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122