Modelo ARMA-GARCH e precedência temporal entre índices acionários

Diego Garcia Angelico, Sandra Cristina de Oliveira

Resumo


Diante da necessidade da avaliação de risco de ativos financeiros, investidores demandam métodos de modelagem sofisticados que possam inferir a respeito da variabilidade de suas aplicações. Ao mesmo tempo, a globalização financeira tem sido caracterizada por movimentos e tendências comuns entre diversos mercados internacionais. Nesse contexto, o presente trabalho teve como objetivo modelar a volatilidade estatística do Índice Bovespa e do Dow Jones Industrial Average Index, por meio de ajustes ARMA-GARCH, além de averiguar a existência de equilíbrio de longo praazo e precedência temporal entre essas variáveis, por meio dos testes de co-integração de Johansen e causalidade de Granger, respectivamente. Os resultados mostraram uma variância heterogênea superior para o indicador brasileiro e a existência de precedência temporal para o índice americano, apesar da ausência de equilíbrio de longo prazo entre as séries. Entende-se que esse último comportamento pode ter sido causado pela diferença existente entre as heterocedasticidades condicionais de cada índice.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v11i1.1306

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122