O Impacto da Crise de Crédito de 2008 no Setor Sucroenergético: Um Estudo Econométrico

Flávia de Castro Camioto, Herick Fernando Moralles, Rafael Machado

Resumo


O setor sucroenergético contribuiu com, aproximadamente, 2% do Produto Interno Bruto brasileiro, além de gerar mais de 600 mil empregos em cerca de mil municípios. Considerando a relevância desse setor, o presente trabalho tem como objetivo determinar as principais variáveis que impactam o crescimento do setor sucroenergético brasileiro. Para isso, foram utilizadas técnicas econométricas que quantificaram o impacto de cada variável estudada no crescimento do Produto Interno Bruto desse setor, entre 1980 e 2013. Foi realizada também uma análise do impacto da crise de crédito de 2008 no seu crescimento. Os resultados indicam que as variáveis que impactam o crescimento do setor sucroenergético são: taxa de câmbio, consumo de álcool carburante e preço médio do barril de petróleo. Além disso, verificou-se que a crise de 2008 contribuiu negativamente para o seu PIB. Ademais, verificou-se que a crise nesse setor teve origem com o otimismo do setor, devido ao grande crescimento dele em 2006 e aos fatores globais no ano de 2008. Isso se refletiu nas variáveis estudadas, como taxa de câmbio e o consumo de álcool carburante, que acabaram por impactar negativamente o crescimento desse setor.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v12i4.1776

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122