Investigação quanto à percepção dos trabalhadores sobre os riscos em seu ambiente de trabalho: um estudo nos postos de combustíveis da cidade de Pelotas-RS

Micael Martins, Corintha Dias Neta, Gabriela Yohana Smaniotto, Luis Antonio dos Santos Franz

Resumo


trabalho nos postos de combustíveis tem sido tema recorrente em discussões, sobretudo no que se refere à saúde e segurança de seus frentistas. É neste contexto que se desenvolve o presente estudo, o qual tem por objetivo principal investigar a percepção dos trabalhadores em postos de combustíveis da cidade de Pelotas/RS quanto aos principais riscos ocupacionais apontados na literatura acadêmico-científica. Para tanto, a pesquisa foi desenvolvida por meio de um estudo bibliográfico e, posteriormente, de levantamento em campo, com uma amostra de 63 indivíduos, realizado no segundo semestre de 2015 no município de Pelotas/RS. Como resultados, verificou-se que os trabalhadores reconhecem boa parte dos riscos mais frequentemente apontados na literatura científica, embora não se protejam de forma compatível a suas percepções. A proteção, muitas vezes, fica de lado, seja pela falta do equipamento de proteção adequado, seja pela rotina de trabalho. Constatou-se ainda, que os investimentos na promoção da condição  humana no trabalho são mínimos, onde a boa aparência estética é priorizada em detrimento do fator humano.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v13i4.1965

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122