Modelo de controle alocativo de Análise Envoltória de Dados (DEA) para avaliar sistemas de controle de estoque quando há relação entre as variáveis

Paulo Nocera Alves Junior, Isotilia Costa Melo, Gabriela Celestini, Daisy Aparecida Do Nascimento Rebelatto

Resumo


O objetivo deste trabalho é apresentar um modelo de controle alocativo de Análise Envoltória de Dados (DEA) para medir a eficiência de sistemas com variáveis que têm relação entre si, como os sistemas de controle de estoque. O modelo estático proposto inclui variáveis intermediárias (uma classe comum de variáveis em modelos dinâmicos). O modelo é aplicado a 647 empresas (Decision Making Units - DMU) das Américas do Sul e do Norte (principalmente EUA, Brasil, e Chile), considerando seus sistemas produção-estoque com dados de variáveis contábeis. O modelo minimiza os custos de produção e de estoque para calcular a eficiência alocativa. O output é a demanda; o input é a produção, e a variável intermediária é o estoque. Seus custos são considerados na função objetivo. É acrescentada uma restrição variacional da Teoria do Controle Ótimo (OCT) para descrever a relação entre demanda, produção e estoque. Em resumo, o modelo calcula a eficiência prevenindo a possibilidade de uma projeção que ignora a relação entre as variáveis. O modelo proposto é relevante, pois essa relação sempre ocorre na prática em sistemas de controle de estoque.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v13i1.1990

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122