Análise do perfil de competências obtido em cursos de graduação em ciências da vida e o perfil de competências esperado do profissional de projetos

Claudia Ota-Tsuzuki, Ana Lucia Figueiredo Facin, João Walter Saunders Pacheco do Vale, Marly Monteiro de Carvalho

Resumo


Projetos são utilizados cada vez mais para atingir objetivos de negócios, por isso a demanda por profissionais de projeto vem crescendo, assim como o interesse pelas competências a serem desenvolvidas. Este trabalho teve como objetivo traçar o perfil de competências para o trabalho com projetos, esperado dos alunos da área de ciências da vida ao final da graduação, e o perfil esperado do profissional de projetos pela perspectiva de profissionais de projetos da área de ciências da vida. O método utilizado foi o de estudo de caso com entrevistas, análise qualitativa do material coletado e das diretrizes propostas pelo MEC para os cursos de graduação de ciências da vida. Concluiu-se que algumas das competências essenciais para trabalhar com projetos deveriam ser desenvolvidas durante os cursos de graduação. As entrevistas chamam atenção para a importância de preparar o aluno de graduação para o trabalho com projetos, necessidade cada vez mais evidente. Ao comparar as diretrizes curriculares e o conteúdo das entrevistas, percebe-se a distância entre o que é proposto pelas diretrizes e o que é realmente ministrado na graduação da área de ciências da vida.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v15i1.2361

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122