Avaliação do Impacto de Desvios de Qualidade em uma Indústria Farmacêutica Veterinária na Terceirização de Processos Produtivos

Clara Ludmilla Pereira Brasil Comunello, Alcides Barrichello, Rogerio Scabim Morano

Resumo


Qualquer processo, seja ele produtivo ou não, é suscetível a falhas e estas podem gerar consequências nos produtos finais. Na indústria farmacêutica veterinária a gestão destas falhas, além de ser uma das demandas do sistema de qualidade, é uma necessidade legal, verificada por auditorias de agências regulatórias. Assim, a gestão das não conformidades apresenta grande importância para melhoria contínua. Atrelado a isso, verifica-se nos últimos anos a tendência de aumento da prática de terceirização da produção de medicamentos veterinários em vista das vantagens financeiras envolvidas. Com essa mudança no processo produtivo, identificam-se dificuldades relacionadas à avaliação do impacto financeiro destes desvios para as empresas contratantes. Em vista disso, este trabalho, por meio de um estudo de caso, teve como objetivo o levantamento de desvios de manufatura, suas causas raiz e ações corretivas determinadas pela empresa terceira, e os custos envolvidos com essas falhas para a empresa contratante. Com essas informações verificou-se oportunidades de melhorias do processo, visando destinar investimentos de forma mais assertiva.

Palavras-chave


Terceirização; Modelo de terceirização; Indústria farmacêutica veterinária

Texto completo:

PDF

Referências


BISPO, L. et al. Um estudo sobre as boas práticas de fabricação na indústria de medicamentos veterinários. São Paulo: Interface Tecnológica, 2015.

BRASIL, H. A empresa e a estratégia da terceirização. Revista de Administração de Empresa, v. 33, n. 2, p. 6-11, 1993.

CALARGE, F. et al. Aplicação do sistema de gestão da qualidade BPF (boas práticas de fabricação) na indústria de produtos farmacêuticos veterinários. Gest. Prod., v.14, n.2, p.379-392, 2007.

CAPANEMA, L. X. L.; PALMEIRA FILHO, P. L. Indústria Farmacêutica Brasileira: Reflexões sobre sua estrutura e potencial de Investimentos. BNDS biblioteca Digital, Rio de Janeiro, 2007.

CAPANEMA, M. et al. Panorama da indústria farmacêutica veterinária. BNDS Biblioteca Digital. Rio de Janeiro, 2007.

CARVALHO, M.; PALADINI, N. Gestão da Qualidade: Teoria e Casos. 2 Ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO RAMO QUÍMICO. Panorama Indústria Farmacêutica. Publicação da CNQ-CUT, 2015.

EISENHARDT, K. M.; GRAEBNER, M. E. Theory building from cases: opportunities and challenges. Academy of Management Journal, v. 50, n. 1, p. 25-32, 2007.

FERNANDES, M, et al. Informe setorial: Elaborado pelo Departamento de Produtos e intermediários Químicos e Farmacêuticos da Área Industrial. BNDS Biblioteca Digital, n. 27, 2013.

FREITAS, G. A Terceirização como ferramenta de gestão. Rio de Janeiro: Universidade Cândido Mendes, 2009.

MAPA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Legislação relacionada aos produtos de uso veterinário. BINAGRI. Brasília, Brasil, 2012.

OMOTE, H.; SLUSZ, Z. Prospecção de mercado visando P&D para medicamentos veterinários para bovinocultura no Brasil. Simpósio Internacional de inovação tecnológica. São Paulo, 2013.

PERON E SÁ, M. et al. Terceirização no processamento final da Indústria Farmacêutica e Veterinária. Revista de Administração Contemporânea, v.2, n.2, p. 85-101, 1998.

PWC, Pricewaterhouse Coopers do Brasil. O setor Farmacêutico no Brasil. Panorama de mercado e tendências, 2013. Disponível:

Acesso em: 06 de maio de 2018.

RATH, S.; MARTINEZ-MEJIA, M. J.; SCHRODER, C. H. K. Considerations and practical implications of the guide for validation and analytical quality control of drugs in feed and veterinary drugs. Quím. Nova, v. 38, n. 5, p. 697-708, 2015.

ROCHA, T.; GALENDE, S. A importância do controle da qualidade na indústria farmacêutica. Revista Uningá Review, v. 20, n.2, p. 97-103, 2014.

SANTIN, M.; CAVALCANTI, O. Qualificação de fornecedores na indústria farmacêutica. Infarma, v.16, p. 11-12, 2004.

SIDAN, Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal.

Anuário da indústria de produtos para saúde animal. 2018. Disponível em < http://www.sindan.org.br/anuario2018/> Acesso em 04 de maio de 2018.

SILVA, R.; SILUK, J. Terceirização: O Outsourcing como ferramenta estratégica. Trabalho final de graduação de curso de administração da Unifra. Santa Maria, 2008.

SIQUEIRA, J.; CALIXTO, J. Desenvolvimento de medicamentos no Brasil: Desafios. Departamento de Farmacologia da UFSC. Florianópolis, SC, Brasil, 2008.

VALÉCIO, M. Terceirização da produção de medicamentos pode mudar. 2016. Disponível em Acesso em 04 de maio de 2018.

VIEIRA, S. Estatística para a qualidade. 3 ed., São Paulo: Elsevier, 2016

YIN, R. K. Case study research: design and methods. 2ª ed. California: Sage, 1994.




DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v14i5.2556

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122