Aplicação da Técnica de Mapeamento IDEF-SIM para Identificação e Análise de Desperdícios em Uma Empresa do Setor de Construção Civil

Thiago Pouza Mussolini, Juliana Helena Daroz Gaudêncio

Resumo


O lean pode ser definido como um conjunto de práticas utilizadas para minimizar defeitos a fim de melhorar o desempenho de uma empresa e, assim, é uma das iniciativas que muitas das grandes empresas têm tentado adotar, a fim de se manterem competitivas no mercado. Dentre essas empresas, o setor de construção civil iniciou a sua utilização nos anos 90 e, atualmente, possui uma vertente denominada lean na construção civil (lean construction). Para uma correta aplicação do lean na construção civil é de interesse compreender quais são os principais desperdícios a serem eliminados e/ou reduzidos. Desta forma, este trabalho visa identificar e sugerir melhorias para eliminação e/ou redução dos 7 tipos de desperdícios adotados no pensamento lean na linha de produção do tubo de concreto JP DN 400 de uma empresa do setor de construção civil. Para a identificação desses desperdícios, este trabalho será conduzido de acordo com a metodologia adotada por meio das seguintes etapas: estudo da teoria, definição do caso a ser estudado, condução da pesquisa de campo, realização do mapeamento, validação do mapeamento, análise e, por fim, a conclusão. Como resultado, foi possível a identificação de cinco tipos de desperdícios e sendo estes os desperdícios do tipo transporte, processamento, movimentação, retrabalho e estoque. Vale ressaltar que a técnica IDEF-SIM permitiu uma fácil visualização dos desperdícios do tipo movimentação e processamento.


Palavras-chave


lean; construção civil; IDEF-SIM; desperdícios

Texto completo:

PDF

Referências


HIROTA, E. H.; FORMOSO, C. T. O processo de aprendizagem na transferência dos conceitos e princípios da produção enxuta para a construção. Anais do 8o ENTAC. p.572–579. Salvador, BA, 2000.

HOSSEINI NASAB, H.; ALIHEIDARI BIOKI, T.; KHADEMI ZARE, H. Finding a probabilistic approach to analyze lean manufacturing. Journal of Cleaner Production, v. 29-30, p. 73–81, 2012.

KOSKELA, L. Application of the new production philosophy to construction. Technical Report no72, 1992.

KOSKELA, L. An exploration towards a production theory and its application to construction. Helsinki University of Technology, Finland, 2000.

LEAL, F. Análise do efeito interativo de falhas em processos de manufatura através de projeto de experimentos simulados. Universidade Estadual Paulista, 2008.

LEAL, F.; MOURA, M. L.; ALVES, D.; MONTEVECHI, A. B. Desenvolvimento e aplicação conceitual de processos em projetos de simulação : o IDEF-SIM. XXIX Encontro Nacional De Engenharia De Produção - ENEGEP. p.14. Salvador, BA, Brasil, 2009.

LEAL, D. A.; CAMPOS, V. R. Análise da relação entre os princípios de movimentação e armazenamento e os princípios lean. XXIV Simpósio de Engenharia de Produção - SIMPEP. Bauru, SP, Brasil, 2017.

LEWIS, M. A. Lean production and sustainable competitive advantage. International Journal of Operations & Production Management, v. 20, n. 8, p. 959–978, 2000.

MONTEVECHI, J. A. B.; LEAL, F.; PINHO, A. F. DE; COSTA, R. F. DA S.; OLIVEIRA, M. L. M. DE. Conceptual modeling in simulation projects by mean adapted IDEF: an application in a brazilian tech company. Proceedings of the 2010 Winter Simulation Conference. p.1624–1635. Baltimore, MD: IEEE, 2010.

OHNO, T. Toyota production system. Tokyo, Japan: Diamond, Inc., 1988.

RANGEL, J. J. DE A.; CUNHA, A. P. A simulation model to evaluate sugarcane supply systems. In: IEEE (Ed.); Proceedings of the 2010 Winter Simulation Conference. p.2114–2125. Baltimore, MD, 2010.

RANGEL, J. J. DE A.; NUNES, A. F. Use of IDEF-SIM to document simulation models. Proceedings of the 2011 Winter Simulation Conference. p.1542–1553. Phoenix, AZ: IEEE, 2011.

WOMACK, J. P.; JONES, D. T. A mentalidade enxuta nas empresas: elimine o desperdício e crie riqueza. 6a ed. Rio de Janeiro, Editora Campus, 2004.

WOMACK, J. P.; JONES, D. T.; ROOS, D. A máquina que mudou o mundo. 5a ed. Rio de Janeiro, Editora Campus, 2004.




DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v14i3.2599

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122