Arranjos produtivos locais e cadeias agro-alimentares: revisão conceitual

Luis Antonio Machado Vial, Tania cristina Campanhol Sette, Vanessa de Souza Batisti, Miguel Afonso Sellitto

Resumo


Arranjos produtivos locais (APLs) e cadeias agro-alimentares são abordagens de análise de alguns tipos de arranjos interorganizacionais e têm se mostrado úteis como alternativas de estudo e de proposição de políticas, para o fortalecimento e sustentabilidade de empreendimentos. Apesar da relevância das atividades produtivas, os conceitos ainda parecem carecer de uma definição mais clara, tornando possível a adequada identificação dos casos empíricos. O objetivo deste artigo é revisar conceitualmente as duas abordagens, concentrando conceitos em um documento para servir de base a futuras pesquisas, já em andamento. Quanto ao APL, foram revisadas duas abordagens, uma baseada na Economia Industrial e outra na Economia Neo-Schumpeteriana. Quanto às cadeias agro-alimentares, foram revisados os conceitos de agronegócio, da escola americana de pensamento, o conceito de fileira, da escola francesa, e introduzido o conceito de fileira curta, mais observado em aplicações realizadas na Itália.

Palavras-chave: Arranjos produtivos locais. Cadeias agro-alimentares. Cooperação.



Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v4i3.290

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122