Índice de sustentabilidade para matérias-primas e formulações químicas

Ângela Maria Marx, Istefani Carísio de Paula

Resumo



O desenvolvimento de produtos que atendam aos critérios de sustentabilidade tem se tornado uma necessidade
mundial. No entanto, a maioria das técnicas utilizadas pelas empresas para medir a sustentabilidade
trata apenas dos aspectos ambientais e econômicos, sem considerar os aspectos sociais da sustentabilidade. Este
artigo apresenta uma matriz que considera todos esses aspectos, gerando um índice de sustentabilidade para
matérias-primas (Índice S) que pode ser usado de forma direta ou para calcular o índice de sustentabilidade de
uma formulação química (Índice Sf). Após a descrição do método, é apresentado um estudo de caso aplicado
a detergentes, em que o Índice S foi usado para a seleção de uma matéria-prima e o Índice Sf para o redesenho
de uma formulação de detergente existente e para o desenvolvimento de uma nova proposta de produto denominada,
neste trabalho, de formulação conceitual. A matriz mostrou-se útil como ferramenta de suporte à
decisão e disseminação do conhecimento e o uso dos índices mostrou ser eficiente no caso estudado, permitindo
comparar o grau de sustentabilidade das matérias-primas e das formulações conceituais.

Palavras-chave: Matriz; Índice; Sustentabilidade; Matéria-prima; Produto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v4i4.502

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122