Processos de produção e trabalho no Arranjo Produtivo Local calçadista de Nova Serrana

Heloisa Nazaré Santos

Resumo


A indústria calçadista de Nova Serrana surgiu nos anos vinte, quando a cidade era conhecida apenas como ponto de parada de retirantes do Nordeste e de boiadeiros, e também como rota de tropeiros que desciam para o sul para vender gado. Na época, a cidade não produzia calçados, limitando-se a realizar consertos em botas e celas. Atualmente, a cidade se destaca no setor calçadista brasileiro em volume de produção e vendas. Este trabalho apresenta e analisa o Arranjo Produtivo Local (APL) do setor calçadista da cidade de Nova Serrana, identificando suas principais características e seu funcionamento atual, por meio de entrevistas e consulta a relatórios técnicos. Ainda apresenta os novos processos de produção e trabalho implementados para atender o APL, buscando maior produtividade e competitividade. Após a pesquisa, concluiu-se que as empresas tornaram-se mais eficientes em seus processos de produção e trabalho, ganhando maior credibilidade no mercado e atribuindo inovações na tecnologia após a consolidação do APL de Nova Serrana.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v8i2.790

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122