As prioridades competitivas e a área de gerenciamento de recursos humanos em empresas de autopeças

Marcia Regina Neves Guimaraes, Alberto Magno Teodoro Filho

Resumo


Considerando a importância de estudos que envolvam a estratégia de produção, o presente trabalho tem como objetivo discutir aspectos relacionados à área de recursos humanos e sua coerência com as prioridades competitivas, de quatro empresas de autopeças da região de Sorocaba/SP. Os resultados foram obtidos por meio de entrevistas semi-abertas e observações diretas, realizadas durante as visitas às unidades da amostra. Apesar da necessidade de estudos posteriores para um maior aprofundamento da discussão, concluiu-se que a Unidade A é a que apresenta maior coerência entre a área de decisão, referente ao gerenciamento de recursos humanos e as prioridades competitivas. Nas Unidades B e C, fatores como, por exemplo, um maior grau de autonomia aos trabalhadores da produção, poderiam oferecer um melhor suporte às prioridades competitivas. A Unidade D é a única que prioriza o custo, o que pode justificar o fato de ser a organização que mais se aproxima da visão de comando e controle.
Palavras-chave: Estratégia de Produção; Gerenciamento de Recursos Humanos; Prioridades Competitivas; Indústria de Autopeças.

Texto completo:

PDF () PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v0i4.847

Licença Creative Commons
Revista GEPROS - Gestão da Produção, Operações e Sistemas

http://revista.feb.unesp.br/index.php/gepros está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

Locations of visitors to this page