ECO-Kanban e a sistematização da comunicação no reaproveitamento de resíduos industriais: um estudo de caso de uma indústria produtora de vidros automotivos

Miroslava Hamzagic Zaratin, Paulo Graciano Francischini

Resumo


A pressão da sociedade por processos que causem menos impacto ao meio ambiente,tem sido constante. Com isto, as organizações têm buscado, dentro do possível, integrar em seu processo produtivo, atividades que facilitariam o planejamento e ações que poderiam transformá-los. Uma destas ações é a sistematização das informações que auxiliem a reciclagem e o reaproveitamento dos resíduos industriais. Este trabalho tem o objetivo de propor um modelo de sistematização destas informações, como forma de auxiliar no reaproveitamento dos resíduos entre membros da cadeia produtiva, preferencialmente clientes e fornecedores em comum. A metodologia proposta é tanto experimental, do modelo em teste, uma vez que o modelo foi testado em uma empresa produtora de vidros automotivos, com a observação participante e a abordagem triangular, onde os aspectos qualitativos e quantitativos serão somados para buscar os dados necessários à concepção do modelo. Os resultados obtidos mostraram que quando a informação quantidade e frequência de geração do resíduo é sistematizada, ou seja, é disponibilizada pela empresa-cliente, de forma repetitiva e contínua, como parte integrante de todo o sistema de informação. A empresa fornecedora não só reaproveita este resíduo, como também providencia adequadamente os recursos necessários para a realização deste fluxo de reaproveitamento.Palavras-chave: sistematização da informação, reaproveitamento, resíduos industriais, logística reversa, cadeia reversaA pressão da sociedade por processos que causem menos impacto ao meio ambiente, tem sido constante. Comisto, as organizações têm buscado, dentro do possível, integrar em seu processo produtivo, atividades que facilitariamo planejamento e ações que poderiam transformá-los. Uma destas ações é a sistematização das informaçõesque auxiliem a reciclagem e o reaproveitamento dos resíduos industriais. Este trabalho tem o objetivo de proporum modelo de sistematização destas informações, como forma de auxiliar no reaproveitamento dos resíduosentre membros da cadeia produtiva, preferencialmente clientes e fornecedores em comum. A metodologia propostaé tanto experimental, do modelo em teste, uma vez que o modelo foi testado em uma empresa produtorade vidros automotivos, com a observação participante e a abordagem triangular, onde os aspectos qualitativose quantitativos serão somados para buscar os dados necessários à concepção do modelo. Os resultados obtidosmostraram que quando a informação quantidade e frequência de geração do resíduo é sistematizada, ou seja, édisponibilizada pela empresa-cliente, de forma repetitiva e contínua, como parte integrante de todo o sistema deinformação. A empresa fornecedora não só reaproveita este resíduo, como também providencia adequadamenteos recursos necessários para a realização deste fluxo de reaproveitamento.Palavras-chave: sistematização da informação, reaproveitamento, resíduos industriais, logística reversa, cadeiareversa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v0i4.853

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122