Relações entre o comprometimento do trabalhador e as políticas de gestão organizacional em tempos atuais

Núria Priscila Valentim Borro, Edward Goulart Júnior, Luiz Carlos Canêo, Maria Cristina Frollini Lunardelli

Resumo


O atual cenário do mercado de trabalho demanda cada vez mais comprometimento do trabalhador, tendo em vista o potencial deste último em oferecer o diferencial tão requisitado pelas empresas que pretendem se manter em uma posição competitiva frente este cenário. Ao estudar as relações entre o comprometimento e as políticas de gestão adotadas, constatou-se que muitas organizações ainda negligenciam a importância de seu capital intelectual ao empreenderem medidas cujas conseqüências configuram um ambiente psicossocial nocivo à saúde e ao comprometimento do trabalhador. Por outro lado, organizações em posições já consagradas e atentas aos sinais do mercado evidenciam políticas estrategicamente integradas que investem no fortalecimento de seu vínculo com o trabalhador.

Palavras-chave: Comprometimento do trabalhador; Cultura organizacional; Políticas de gestão organizacional


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v0i2.854

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122