Atributo de qualidade e mecanismos de mensuração no subsistema de cafés especiais no Brasil: uma revisão de literatura

Amanda Ferreira Guimarães, José Paulo de Souza, Sandra Mara de Alencar Schiavi

Resumo


Dada a importância dos mecanismos de mensuração adequados para sobrevivência de subsistemas voltados para a qualidade, o objetivo dessa revisão bibliográfica foi compreender como se dá a mensuração e a garantia dos atributos de qualidade de cafés especiais no Brasil. Os resultados demonstraram que o café é um ativo composto por múltiplos atributos intrínsecos e extrínsecos, majoritariamente de difícil mensuração e elevada variabilidade. A literatura mostra um conjunto de atributos de procura, experiência e crença no café, dificultando a mensuração. Identificou-se, para cafés especiais, diferentes mecanismos de mensuração e busca de garantia de direito sobre essa variabilidade, tais como leilão virtual, concursos, relações contratuais apoiadas de certificação e integração vertical. Conclui-se que apesar dos esforços para classificar o café e garantir direitos sobre o ativo, há falhas na mensuração. A mensuração no Brasil prioriza aspectos físicos do grão verde, sem foco em elementos de diferenciação. A sobrevivência dos subsistemas voltados para a diferenciação no Brasil demanda mecanismos de mensuração adequados, envolvendo diferentes critérios de mensuração.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v15i2.2514

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122