Implantação de equipes autônomas em um sistema de manufatura enxuta

Moacyr Machado Cardoso Junior, João Murta Alves

Resumo


O presente trabalho aborda uma questão central na implementação da filosofia de manufatura enxuta, que é a autonomia de equipes de trabalho. As equipes autônomas são abordadas, segundo o enfoque da escola sociotécnica,  visando  otimizar  o  conjunto  social  e  técnico  da  empresa.  São  abordados  aspectos  teóricos relacionados às equipes de trabalho, tais como, a questão da autonomia, flexibilidade, comportamento, empowerment e os princípios da abordagem sociotécnica. No estudo de caso, analisou-se um time de gestão autônomo, implantado em um setor de usinagem da empresa “ABC”, avaliando seus resultados. Foi possível verificar que a implementação do time de gestão autônomo, apesar de estar ainda em fase inicial, contribuiu para melhoria da produtividade, qualidade, redução do desperdício. No que se refere à autonomia, verificou-se que a empresa dá bastante ênfase ao feedback. Porém, outros fatores importantes dos grupos sociotécnicos não estão sendo tratados adequadamente.

Palavras-chave: Abordagem Sociotécnica; Autonomia; Equipes de trabalho; Manufatura Enxuta.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v0i2.227

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122