Fatores de competitividade das cooperativas de transporte de cargas do oeste Catarinense

Juliano Daleaste, Jacir Favretto, Rógis Juarez Bernardy

Resumo


O presente estudo teve o objetivo de analisar os fatores dificultadores e de competitividade das cooperativas de transporte de cargas da região Oeste de Santa Catarina, onde predomina o modal rodoviário. O estudo predominantemente qualitativo e descritivo, teve o uso de entrevistas para os gestores das cooperativas que aceitaram participar da pesquisa, no caso, 4 cooperativas. O surgimento das agroindústrias e o distanciamento do Oeste Catarinense dos grandes polos comerciais, contribuíram para o desenvolvimento do transporte rodoviário de cargas na região. A competitividade das cooperativas de transporte de cargas está ligada a fatores como recursos humanos, gestão de inovação e planejamento estratégico, nos quais as cooperativas preocupam-se constantemente em manter um alto grau de satisfação de seus clientes. Há necessidade de trabalhar políticas retenção de recursos humanos. Dois dificultadores a serem considerados são as condições de estradas e rodovias que acabam gerando despesas de manutenção e reduzindo a produtividade e lucratividade do segmento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v15i1.2328

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122