Planejamento de iniciativas de adoção de tecnologias móveis

Cássio Bobsin Machado, Henrique Freitas

Resumo



A massificação das tecnologias digitais móveis é uma das forças tecnológicas recentes mais importantes. Já há cerca de 2,7 bilhões de assinantes de telefonia móvel em todo o mundo e esse número não pára de crescer. No Brasil, como em praticamente todos os países do mundo, a telefonia móvel é a forma de tecnologia que mais rapidamente se alastrou, sendo usada hoje por mais de 60% dos brasileiros, percentual bastante superior ao uso da Internet no País. Neste artigo, propõe-se um modelo teórico para o planejamento das iniciativas de adoção dessa tecnologia como estratégia das organizações para interagir com seu público-alvo. O modelo contempla o contexto externo, o organizacional, os impactos previstos na organização (no indivíduo e na interação entre eles), e as definições que a organização deve efetuar. Ele também está sendo objeto de realização de pesquisas na área a fim de aprofundá-lo em seus atributos e de identificar sua aderência a casos reais. O propósito maior é torná-lo prático o suficiente para ser utilizado por gestores que venham a adotar as tecnologias móveis em suas organizações. Palavras-chave: Celular; Tecnologia móvel; Adoção de tecnologia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v1i1.738

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122