Resíduos sólidos urbanos – um modelo de gestão em municípios de pequeno e médio porte

Benedito Luiz Martins, Fabio José Esguicero, Jair Wagner de Souza Manfrinato

Resumo


Realizar a gestão, gerenciamento e manejo dos resíduos sólidos urbanos é ainda um grande desafio para a maioria dos municípios brasileiros. O administrador público encontra grande dificuldade em organizar a coleta, transporte, tratamento e disposição final destes resíduos, abrangendo todos os aspectos que emvolvem a questão, notadamente os sociais, ambientais, sanitários e legais. Em Lençóis Paulista, cidade com 62.894 habitantes, no Estado de São Paulo, a Prefeitura, apoiada pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), Câmpus de Botucatu, concebe um Plano Integrado de Gerenciamento dos Resíduos Sólidos Urbanos(PIGRSU), que identifica a precariedade do sistema de gestão dos resíduos e a omissão da sociedade, em relação a catadores e portadores de necessidades especiais, que sobreviviam da coleta de materiais recicláveis contidos no lixo. O plano reestruturou a Usina de Reciclagem e Compostagem, organizou um sistema de coleta seletiva e remodelou a coleta convencional. Os resultados surgem com a formação de uma cooperativa de catadores, em parceria com a associação de deficientes físicos, gerando inclusão social, aumentando a separação de recicláveis e a vida útil do aterro municipal. Palavras-chave: Reciclagem; Inclusão social; Plano de gerenciamento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v2i2.751

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122