A importância da análise da qualidade de vida no trabalho de funcionários de marcenarias: o caso do município de Viçosa, MG

Sharinna Venturim Zanuncio, Amaury Paulo de Souza, Simone Caldas Tavares Mafra, Luciano José Minette, Aurora Ribeiro de Goicochea

Resumo


O trabalho sempre teve papel essencial na vida dos seres humanos. Com o decorrer do tempo, os objetivos do trabalho e o seu processo foram sendo alterados, principalmente como finalidade de sobrevivência. Não se pode exigir resultados dos trabalhadores, se estes não tiverem um mínimo de comodidade e de condições para realizar suas necessidades básicas, proporcionando-lhes qualidade de vida no trabalho e em seu cotidiano. Diante do exposto, o presente estudo teve como objetivo estudar a qualidade de vida no trabalho dos funcionários de marcenarias, procurando identificar riscos ergonômicos e de acidentes de trabalho, bem como analisar suas implicações sobre a economia familiar dos acidentados. Para alcance do objetivo proposto, foram utilizados, como instrumento de coleta de dados: questionários, entrevistas e registros fotográficos. Pôde-se perceber que, por intermédio dos resultados encontrados, o trabalho nas marcenarias necessita de treinamento e, principalmente, de conscientização dos marceneiros e proprietários, a respeito de saúde e segurança, para que se possa conciliar produtividade e bem-estar no trabalho, beneficiando as principais partes interessadas, ou seja, empregado e empregador.

Palavras-Chave: Qualidade de Vida no Trabalho; Marcenarias; Ergonomia; Ambiente de Trabalho.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v0i3.758

Licença Creative Commons
Revista GEPROS - Gestão da Produção, Operações e Sistemas

http://revista.feb.unesp.br/index.php/gepros está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

Locations of visitors to this page