Formação permanente do docente de Ensino Superior. Caso: Mestrado em Engenharia de Produção da UFRN

Vanessa Desidério, Dario José Aloise

Resumo


Este trabalho tem como objetivo estudar a forma encontrada por um grupo de professores de ensino superior, para manter-se constantemente em desenvolvimento. Faz uma reflexão sobre a criação e estímulo de condições favoráveis para leitura em meio à rotina estafante de trabalho e da conciliação entre ensino, pesquisa e extensão na atividade docente da pós-graduação em engenharia de produção. Estuda o processo de formação permanente dos docentes e quais são os fatores limitantes para o auto-desenvolvimento, segundo a percepção dos mesmos. Como metodologia, a pesquisa configurou-se como estudo de caso, através da observação-participante, utilizou pesquisa documental (utilização de dados do currículo lattes dos docentes) e aplicação de questionário quali-quantitativo. Os resultados apontaram para possibilidade de melhoria da aprendizagem contínua, com a incorporação de melhorias na infra-estrutura e nas condições de leitura apresentadas pelos docentes. A pesquisa contribui para reflexão de alternativas encontradas pelos docentes e os paradoxos com os quais eles precisam lidar, para superar os desafios de aprendizagem contínua.
Palavras-chave: Formação Permanente; Gestão do Conhecimento; Educação em Engenharia de Produção

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v0i4.849

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122