Monitoramento do ambiente organizacional em pequenas empresas: estudo de casos nos setores metal-mecânico e base tecnológica da região central do estado de São Paulo

Tiago Fernando Musetti, Edmundo Escrivão Filho

Resumo


Este artigo tem o objetivo de relatar os resultados de uma pesquisa que teve o propósito de analisar o processo de monitoramento ambiental em pequenas empresas. No atual cenário competitivo, cada vez mais volátil e incerto, é fundamental que se conheça e monitore o ambiente competitivo em que uma organização está inserida como forma de reduzir o grau de incerteza e garantir a sua sobrevivência no longo prazo. As pequenas empresas reconhecidas pela falta de recursos financeiros e de pessoas qualificadas não fazem o monitoramento ambiental? Essas empresas não utilizam as “melhores práticas” empregadas pelas grandes empresas e amplamente divulgadas pelos trabalhos acadêmicos? O método de pesquisa utilizado nesta pesquisa foi o qualitativo com procedimento de estudo de casos com coleta de dados por meio de entrevistas de quatro dirigentes de empresas de pequeno porte. Foi utilizado entrevista semi-estruturada e os dados foram analisados pela técnica de Análise de Conteúdo. Como resultado, descobriu-se que as principais variáveis do ambiente geral são a econômica, político-legal e a tecnológica, e, do ambiente específico, destacam-se os concorrentes, os clientes e produtos substitutos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.15675/gepros.v11i2.1429

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Licença Creative Commons

Está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

e-ISSN: 1984-2430
GEPROS. Gest. prod. oper. sist., Bauru, São Paulo-SP (Brasil).

Departamento de Engenharia de Produção da Faculdade de Engenharia da UNESP - Bauru

Av. Eng. Edmundo Carrijo Coube, n° 14-01 Fone: 55-14-3103-6122